Acontece

Processo de candidaturas que irão compor a comissão de acompanhamento sofre mudança

Comissão irá monitorar ações voltadas para a Política de Diversidade Sexual e de Gênero
Juliano da Silva Damas Júnior
12/12/2019 - 14:31 - atualizado em 12/12/2019 - 16:48

A Pró-reitoria de Assistência Estudantil (PROAE) anuncia a mudança no processo candidatura para composição da comissão permanente de acompanhamento da Política de Diversidade Sexual e de Gênero da Universidade Federal de Uberlândia. O prazo para as inscrições foi prorrogado até o dia 18/12/2019 e o vídeo de apresentação do candidato que antes era solicitado para não será mais necessário. Os dados que deverão ser informados são: mini currículo, currículo completo e foto, permanecem obrigatórios.

A votação para eleição dos membros que irão compor a Comissão Permanente será realizada entre os dias 18/12/2019 e 20/12/2019. Lembrando à comunidade acadêmica que se deve votar em um de seus pares, ou seja, professor vota em professor, discente vota em discente, técnico vota em técnico, para que seu voto não seja invalidado.

Segundo Klênio Sousa, coordenador da Divisão de Promoção de Igualdades e Apoio Educacional, a criação da comissão é um passo importante na afirmação de ações voltadas ao público LGBT “Essa é uma oportunidade de fazer parte de uma comissão que trabalhará diretamente no combate as discriminações e preconceitos no ambiente universitário, fiscalizando e fomentando ações referentes a resolução”

Todo o processo estará disponível no site da PROAE (www.proae.ufu.br

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO  

DA POLÍTICA, SEUS PRINCÍPIOS E OBJETIVOS

Em setembro de 2019, foi aprovada pelo Conselho Universitário, via Resolução Nº 10/2019, que estabelece a Política de Diversidade Sexual e de Gênero da Universidade Federal de Uberlândia. A resolução atua na implementação de programas com suas atividades na Universidade e garantir o exercício pleno da cidadania e da dignidade das pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros (LGBT).

Em seu capítulo III, do Acompanhamento Institucional é deliberado a composição da Comissão Permanente de Acompanhamento e suas responsabilidades. A Comissão Permanente de Acompanhamento da Política de Diversidade Sexual e de Gênero será composta por representantes dos diferentes segmentos da Universidade:

I - Um representante de cada Pró-Reitoria da Universidade, indicado pela respectiva Pró- Reitoria;

II - Dois Representantes dos estudantes eleitos por seus pares, referendados pelo Conselho Universitário;

III - Dois representantes dos técnicos administrativos eleitos por seus pares, referendados pelo Conselho Universitário;

IV - Dois Representantes dos docentes eleitos por seus pares, referendados pelo Conselho Universitário.

A Comissão Permanente de Acompanhamento deverá eleger um coordenador entre seus integrantes, o qual deverá apresentar comprovada experiência de pesquisa ou extensão na temática da Diversidade Sexual e de Gênero. O mandato de cada integrante da Comissão Permanente de Acompanhamento terá duração de 2 (dois) anos, sendo permitida sua recondução por mais um mandato. A participação na comissão é voluntária e não remunerada.

Tópicos: